top of page

O mundo está comendo mais ou menos carne?

Atualizado: 2 de dez. de 2021


A população mundial não para de crescer. No início da década 1960, havia cerca de 3 bilhões de pessoas no planeta. Hoje, já somos mais de 7,7 bilhões de habitantes. A previsão da Organização das Nações Unidas (ONU) é que alcançaremos o número de 9,7 bilhões em 2050.

Um dos principais desafios desse avanço populacional será a alimentação. Para garantir que tanta gente tenha acesso a comida de qualidade, serão necessárias mudanças na produção alimentícia. Até lá, a demanda global por alimentos deve aumentar mais de 50%, de acordo com a ONU.


Há quem aposte em uma redução no consumo de proteína animal - e iniciativas como o Segunda Sem Carne, que tem ganhado força, ou mesmo a maior oferta de produtos veganos no mercado podem levar a crer que essa é uma tendência.


Mas as pesquisas mostram o contrário: a previsão é que o consumo de proteína per capita no mundo aumente de 32,9 quilos ao ano (dado registrado em 2015) para 33,1 quilos em 2025. No ano passado, foram consumidas 479 milhões de toneladas de proteína no planeta.


Mas não basta colocar mais proteína no prato: para que o planeta consiga alimentar seus quase 10 bilhões de habitantes em 2050, mais mudanças são necessárias. Aumentar produtividade, com maior eficiência do uso de recursos naturais, promover a intensificação agrícola aliada à proteção do ambiente e estimular inovações tecnológicas são alguns dos caminhos propostos pela ONU e são grandes desafios para a indústria de alimentos em todo o mundo.


Já estamos seguindo os caminhos propostos pela ONU, no que se refere a eficiência do uso de recursos naturais, produção aliada a proteção do meio ambiente e inovações tecnológicas, já estamos a todo vapor!


Juntos iremos alimentar o futuro!






0 comentário

ความคิดเห็น


bottom of page