top of page
Add to Cart
  • Writer's pictureValder Zacarkim

Nutrição Animal - Cálcio e Fósforo


Podemos dizer que a pecuária brasileira se apoia em três fatores importantíssimos: nutrição, sanidade e melhoramento genético. Sem um desses integrados na produção animal, e um bom manejo, há um risco de baixa eficiência e lucratividade para o produtor.

A base da nutrição animal está nos sais minerais, que são substâncias inorgânicas e precisam ser consumidas para que haja um bom funcionamento do organismo. A sua falta, pode causar graves prejuízos ao organismo.


Consideremos a importância dos macro minerais: cálcio e fósforo na nutrição de bovinos.

O Cálcio (Ca) e o Fósforo (P) representam 70% do total de minerais encontrados no corpo do animal; 90% destes estão presentes nos ossos e dentes.


Em sua maioria, o cálcio faz parte da formação dos ossos e composição do leite. Em menores quantidades, ele faz parte dos pequenos detalhes fisiológicos, como a coagulação do sangue, ativação de enzimas, dentre outras funções.


O fósforo, além de compor o esqueleto, participa na manutenção dos microrganismos do rumem, ajuda na absorção dos carboidratos, no transporte de ácidos graxos, além de desempenhar papel importante na absorção e no metabolismo da energia.


O sintoma mais evidente da deficiência de cálcio e fósforo são:

  • Raquitismo em animais jovens;

  • Osteomalácia (alteração do tecido ósseo) em animais adultos.

O raquitismo é uma má formação dos ossos, que faz com que os animais apresentem inchação das juntas, engrossamento das extremidades dos ossos, arqueamento do dorso e enrijecimento das pernas. Em casos de deficiência mais acentuada apresentam joelhos curvados e pernas arqueadas.


A exigência maior destes minerais aparece no final da gestação e durante a lactação.

Os principais sintomas de deficiência de fósforo são:

  • Anorexia (redução do apetite);

  • Depravação do apetite: o animal come ossos, madeira, terra e outros materiais;

  • Baixos índices de fertilidade, resultando em maior intervalo entre partos e menor número de crias por ano;

  • Redução dos índices produtivos, como produção de leite, ganho de peso e conversão alimentar.


A deficiência de fósforo constitui um dos mais sérios problemas da nutrição dos ruminantes, uma vez que as pastagens são muito deficientes deste mineral. Os altos níveis de ferro e alumínio nas pastagens podem acentuar a deficiência do fósforo por formarem complexos insolúveis no organismo.


Para o sucesso da pecuária brasileira, a "alquimia" nutricional é um dos fatores fundamentais para aumentar a eficiência, produtividade e desempenho do rebanho.


留言


bottom of page